Bocadinhos de mim :

Os meus olhos contaram-te a minha história?

domingo, 28 de março de 2010




-Não ouves a porta?
-Já vou.
-Agora!
-Não sou tua criada.
-Cala-te. Sou eu que te sustento, fazes o que eu digo!

Neste momento, ele deu-lhe um murro e empurrou-a contra a parede onde bateu com a cabeça. Cobarde, pensava ela, bater em quem dava a vida por ele, era mais que cobardia. Aptecia-lhe fazer as malas, deixar a chave em cima da mesa e sair. Sem telemóvel, sem deixar uma carta, sem nada. Ele não merecia que ela lhe desse explicações. Não merecia o que ela aturava por ele. Mas amava-o e ao seu ver, o amor verdadeiro tinha que desculpar todos os erros, pois ela considerava cada murro que levava, cada palavra fria e cada ofensa como obstáculos que tinha que conseguir ultrapassar. E de certo modo, mesmo estando um caco por dentro, por fora mostrava-lhe tudo o que não conseguia ter, coragem. E como ele nunca chegou a conhece-la verdadeiramente, acreditava que a coragem dela era difícil de demolir para tal, a maneira certa era bater-lhe e rebaixa-la para que ela sentisse o medo que aquela coragem lhe fazia sentir.

-Não bebas mais.
-Cala-te.
-Tu prometeste que não o irias voltar a fazer.
-Cala-te vaca.

E voltava a cair no chão, com um murro ou um estalo, por vezes , até com uma forte chicotada de cinto. E ela voltava a Pensar na cobardia daquele homem e na coragem que não tinha. Ele chegava ao pé dela, pedia-lhe desculpa e ela considerava aquele obstáculo como vencido, mas haviam tantos obstáculos iguais a este pela frente. E ela cançou-se, foi ao quarto, tirou a roupa do armário, dobrou-a e meteu-a na mala de viagem vermelha. E saiu. Saiu daquela casa que tantas marcas de sangue continha nas paredes. Teve coragem, o se não, é que saiu, escreveu um bilhete e levou a chave. E sabia que há noite, estaria de volta a casa... Afinal, ela amava-o.

80 comentários:

Alguém... disse...

Mas para se amar o proximo temos que ter o nosso próprio amor, não podemos nunca deixar que nos façam tamanha maldade.
Infelizmente existem muitos casos *

Lu disse...

este texto esta forte..mas o erro é esse, é voltar quando temos consciencia que nao o devemos fazer !

dannó disse...

Adorei o texto, é triste mas adorei *

Beijinhos *

ana disse...

e a realidade é esta, sem dúvida.
é isto que acontece na maioria dos casos. eles pedem desculpas e dizem que nunca mais voltam a fazer, mas o erro acontece sempre.
e nós, mulheres (apesar de tambem haver o inverso) nunca temos coragem para ir á policia e deixar esta vida de vez.
parabéns, adorei :)

'Drii disse...

por vezes não temos essa coragem para acabar com aquele sofrimento que temos, mas temos de pensar em nós também. e nao esperar que ele mude .
beijinho

Niqui disse...

Dizia um professor meu que o pior problema de uma mulher é apaixonar-se .

Sóniia disse...

grande texto. é triste saber que existem pessoas que pensam assim, por causa de um amor que o outro não merece. está óptimo, o texto. muito bem explícito e profundo. gostei imenso (:

lucie. disse...

Wow, adorei :| Como a Lu disse, o erro é voltar quando temos consciencia que nao o devemos fazer :/

- Lutar pelo quê querida? :x Não há nada para lutar, já... Nunca houve :/ O sentimento dele desapareceu. O meu foi silenciado. Eu própria não acredito em relações à distância. Continuo bem... é o que interessa :)

alexandra disse...

É a triste realidade :x
Adorei mesmo*
E obrigada por teres passado pelo meu :)
Beijinhos

Maria Francisca disse...

Algumas pessoas acabam por voltar. Aliás, a maior parte das pessoas.

- Jezebel disse...

não podia concordar mais :)

jo disse...

Está FANTÁSTICO MESMO!
e há tantas mulheres assim, infelizmente.
o amor próprio deve estar sempre acima de qualquer outro amor que carregamos no peito.

Mário disse...

Obrigado!
é muito dificil amar nessas circunstancias :S

ashley. disse...

god :$$

até me arrepiei.

Né # disse...

apesra de triste, o post está muito bom mesmo. adorei querida. *

Joana Carvalho disse...

gostei do teu texto :)

vou seguir sii? e muito obrigada *.*

Adriana disse...

muito bom.

Inês (YumeYume) disse...

Eu adorei o filme...Acheii tão perfeitinho :$

Catarina Reis disse...

Obrigada. :)
Não és a única. A mensagem do texto é muito forte, muito verdadeira. Parabéns.

disse...

é bom ler o que escreveste , porque sei que acontece com muita gente . sabes que mais, apesar de que , á vista deles somos uns seres fracos, quando eles precisam é em nós que se apoiam, insultam-nos e viramos a cara como se nada fosse, mostramos que os amamos, e eles deixam-nos, mas um dia, um GRANDE dia, isto vai tudo mudar. adoro ler o que escreves , é impressionante :o

Isabel disse...

Obrigada :)

Mafalda disse...

Desfiz-me neste texto. Está tão forte, rainha das palavras:')

maria da silva ♥ disse...

cobardia a dele por não dar valor ao amor que tem, por não abrir os braços para a receber e deixar cair tudo o que de mau sustente ... e cobardia a dela por não aceitar que não é amor, pelo menos não recíproco e fugir à procura de algo bem melhor...

Catarina Costa disse...

Se calhar não dá mesmo, meu amor .
Obrigada (:

Jane disse...

Adorei o texto (':
Beijinho*
Jane (:

Catarina disse...

apesar de o amar, ela tem que entender que não está certo as atitudes dele e a sua maneira de agir.

adorei :)

Mara disse...

Olá :)
Agora o meu blog só é visível a leitores convidados. Queria muito continuar a abrir-te as portas do meu cantinho. Se estiveres interessado manda-me o teu mail. Apago-o assim que o apontar para não ficar publicado;)

Rachel disse...

Fizéste-me chorar,é a única coisa que te digo .


amo-te patrícia.

Andreia disse...

Simplesmente adorei!
É um texto forte mas relata bem a realidade.

Beatriz disse...

Que lindo =')

O amor tem mesmo razões que a razão desconhece.

Débora. disse...

gostei

Ola, boa tarde
eu queria pedir uma coisa, tenho uma amiga, que se juntou a nós no blogger, mas como todos nos no inicio não temos muito seguidores nem comentários, se podem-se passar por la, para dar a vossa opinião, eu e ela agradecíamos.
Beijos e obrigada

[http://marasuzette.blogspot.com

Rita disse...

Uma realidade de muitas mulheres.
Adorei o texto.

ana disse...

o teu é que está fascinante e muito dentro da realidade, minha querida. obrigada :)

ashley. disse...

o quê que seja bom? :s

pois, quem gosta? :s

alexandra disse...

Gostas? :$
MUITO obrigada *.*

Maria Francisca disse...

Exactamente.

Né # disse...

que texto tão, mas tão forte. *

ana disse...

és tão simpática Patricia :D
o teu também está lindo, e estou á espera do próximo para ler $:

Né' disse...

Texto excelente, senti-me como se tudo aquilo estivesse acontecer comigo. É terrível :x
Beijinho :)

dannó disse...

Obrigada eu (: *

Isabel disse...

Gostei imenso do texto :)

Joana Carvalho disse...

:) de nada qerida

Catarina Costa disse...

Obrigada mesmo (:

alexandra disse...

obrgada :$

Lii disse...

Oh ;$
estas ideias parvas passam-me bue vezes pela cabeça

Niqui disse...

Se tem :)

Sara Santos disse...

está muito forte!

P i i ♥ disse...

Ainda bem que gostaste (:

saramendes disse...

sem palavras.

Juana *.* disse...

Que texto, retrata muito bem um problema da nossa sociedade actual.
Gosteii*
Mas acho que tudo tem limites.
O problema é que o amor tudo suporta, tudo perdoa...

Sandra disse...

está lindo!
e obrigada :)

Tatiana disse...

Vou seguir. Penso que não o estou a fazer. Certo? =X

- Rita f. disse...

Oh, gostei imenso do texto :')

Obrigada mesmo pelo comentário, querida. És sempre bem vinda no meu cantinho :'D

Beijinho.
Rita f.

Filipa disse...

100 por cento de acordo, está excelente *

Gabriela disse...

Que texto lindo, é preciso mesmo muita coragem! :s

FLÁVIOMATA disse...

Porque dizes isso?
O texto está muito bom.

Catarina disse...

é assim :)
eu já estou beem

Salomé disse...

E eu não vou desistir :)
Obrigada pelo comentário.
Gostei do teu blog e do texto. É uma das realidades deste mundo, o sofrimento.

cláudia disse...

pois , talvez xD

'a dreamer disse...

é verdade, temos de ser fortes.

Camila Tchékhov disse...

Coragem e Força são duas coisas essenciais na vida*

biazinha ~ disse...

Mas que texto triste :x

mianitazita disse...

Boa tarde :)
O texto apesar de ser triste, está mesmo muito bonito! ;D

Niqui disse...

(:

» é a Cris disse...

- o que uma pessoa chega a fazer por amor s:

Anna disse...

Não sei explicar muito bem o que acabei de ler, mas que esta fantastico esta disso podes acreditar... adorei.. mas adorei mesmo...

Francisco disse...

Texto é triste, fala de uma das maiores cobardias neste mundo..
Mas está tão bem escrito :)
Beijinho

Inês disse...

está fantastico, sem duvida. ela amava-o de VERDADE, foi por isso que nunca o consegui deixar. é sempre assim, em tudo. um grande beijinho e continua a escrever!

Vanéssa Pinto ! disse...

Obrigada pelo comantário (:
Este texto está lindo mesmo ^^
Vou seguir

saramendes disse...

:)

Francisco disse...

Que história tão bonito, escreves mesmo bem ^^

Gabriela disse...

Não tens que agradecer :)

Gabriela disse...

Amor não é isso - amor deve ser recíproco, deve fazer com que nos sintamos bem e não isso.

Catarina Costa disse...

Está lindo... é maravilhosa a forma como descreves uma realidade tão escondida, mas tão actual no nosso mundo. Infelizmente o *amar* destrói vidas, destrói famílias. Infelizmente o medo e o "não conseguir deixar" é uma constante.

JOANA SOUSA disse...

está lindo!

chocolatinha ♥ disse...

que lindo :o

amei, tens muito jeito ;)

voou seguir
bj

More Than Words * disse...

Bem, perante este texto será impossível não seguir :D

Gostei muito :D

Otário disse...

o tempo que não passava por cá...
...continua porreiro, bom estar aqui... votos de boa semana!

Lili disse...

O amor leva a extremos, como este :s
gostei bastante :)
(principios existem poucos sim, talvez sejam esses poucos que ainda movem o mundo)

ST disse...

que triste. no entanto adorei e sei que isto é bem verdade!

A minha foto
Fatima, Portugal
Vivo das memórias do passado.

Ao contrário das imagens que se encontram aqui , que são retiradas do Google , os textos são feitos por mim. Agradeco que não os copiem e os metam no hi5 , blog , enfim. Nem que se façam passar por autoras(os) deles. Os meus textos são a minha história , os meus sentimentos , não se encaixam em qualquer pessoa ;) Originalidade , babe.

Caixa de recordações.


Obrigada á Pejotinha (:

Obrigada á Jessica e á Inês. (:

Obrigado á Inês. (:

Obrigada á Rita

Obrigada á Rita

Obrigado á Rute e á Sara (:

Obrigado á pejotinha

Obrigado á pejotinha